terça-feira, 10 de maio de 2016

Mediante a matéria mentirosa (anexa - O Globo), com interesses sim em promover a retirada da Ocupação Guaranys, filiada à FIST, enviamos resposta. Leiam.

Direito de Resposta
Caríssimo Lucas Altino
É lamentável que a matéria publicada por você no jornal O Globo Barra de quinta-feira, 28/04/2016, tenha omitido a versão dos moradores da Ocupação denominada Guaranys filiada à FIST – Frente Internacionalista dos Sem Teto.
A versão apresentada destoa totalmente da verdade, pois o contêiner mostrado não é da área da ocupação, revelando-se uma grosseira montagem. Não há na área qualquer tráfico de drogas que seja, tendo a própria COMLURB dito que faz coleta do lixo na comunidade durante o dia. Quando é? Em qual lugar a Comlurb faz colheita à noite?
Ora, se a Comlurb faz a coleta três vezes por semana é porque não se sente ameaçada. Na verdade, por trás desse conluio entre à Acija e 18º BPM (Jacarepaguá), 32º DP (Taquara), da 41º DP (Tanque), do Ministério Público e da sub-prefeitura da Barra em Jacarepaguá, estão interesses inconfessáveis de querer remover os pobres ocupantes para bem longe, a fim de beneficiar a especulação imobiliária. A prefeitura do Rio de Janeiro jamais aceitou as derrotas que lhe infringimos na Ocupação Vila da Conquista, ao garantir a posse dos moradores e a indenização que a prefeitura terá que pegar pelas casas ilegalmente e desumanamente derrubadas (1ª Vara de Fazenda Pública - processos 2001001095855-2 e 2003001131081-3, respectivamente). A Ocupação Guaranys se deu realmente neste mesmo terreno de Vila da Conquista, logo deveremos novamente ganhar, uma vez que, a prefeitura e seus aliados nada têm a ver com a questão.
É totalmente inverídico dizer que ali existe uma quadrilha formada por pessoas que já possuem casa na Cidade de Deus e na Praça Seca, assim como é de uma inverdade insana dizer que ali atuam traficantes da Maré. Na verdade, o Secretário Pedro Paulo, machista agressor contumaz de sua ex-esposa, agora quer agredir o direito de posse dos moradores e deve a justiça resolver esta questão, sem o recebimento de reportagens mentirosas como esta, onde se violou de maneira clara o dever jornalístico de ouvir sempre as duas partes e não só a parte amiga da especulação imobiliária. É claro ser possível que existam alguns poucos que já tenham residência, ocupantes esses que se descobertos serão imediatamente expulsos, pois a FIST não tolera a especulação imobiliária como faz a prefeitura e seus aliados querendo remover os moradores para bem longe ou simplesmente deixá-los na rua, como muitas vezes acontece, a fim de incrementar o turismo para as Olimpíadas ou cessão dos espaços para a burguesia.
Informamos, ainda, ao ilustre jornalista que o caso da Ocupação Guaranys está também entregue à 1ª Vara de Fazenda Pública através da Ação de Manutenção de Posse nº 0496729-93.2015.8.19.0001. Nesta Ocupação funciona uma cozinha comunitária, letramento, e futuramente teremos creche e cooperativa de produção granjeira. Além disso, a comunidade está empenhada na defesa da soberania nacional através da luta contra o leilão do Petróleo, retomada dos já efetuados, com Petrobras 100% estatal e sob o controle dos trabalhadores, para resolver de fato os problemas do povo brasileiro.
Esperando que a democracia seja exercida com a publicação dos fatos aqui apresentados.
Cordialmente,
André de Paula – Advogado da FIST – Frente Internacionalista dos Sem Teto.


Nenhum comentário: